Cartas à Manu: Um dia para celebrar a Unidade

Aos 25 anos correndo o mundo.

Querida Manu

Seu aniversário sempre foi especial. Sempre teve contagem regressiva, anunciação. E você merece todas as homenagens: que mulher tremenda que você se tornou! Já contei grande parte de sua história no Calhamaço de Viagem. Mas sempre tem algo a mais pra falar, não é mesmo?

Hoje, acima de tudo, quero agradecer a você por ter me tornado um cara melhor a partir do momento que caminhei pelos corredores do hospital Santa Catarina, naquela manhã de abril; em que fiz aquele poeminha para você; em que me descobri imortal.

Gratidão: não tem palavra mais verdadeira do que essa. Ser pai, de você e da sua irmã Rafa, renovou como um todo o que eu sou como pessoa. Em épocas diferentes, a chegada de vocês à Terra, em um retorno planejado, foi mesmo um acontecimento de união, unidade. Eu, sua mãe Cris, você e Rafinha. Sem esquecer daqueles que estão nos acompanhando o tempo inteiro, nossos amigos espirituais; que orientam, intuem, inspiram, compreendem: sua ansiedade, minha intolerância, as estripulias de sua irmã, a tranquilidade da Cris. Cada um de um jeito único a completar essa caminhada tão importante. Então fica esse agradecimento a ti logo de cara.

Depois, meus votos de sucesso a ti são incomensuráveis. 25 anos é de grande responsabilidade, mas também é de magia e festa. Fase importante na vida, nada a temer, como nos diz Milton. Quanto a você, pouco a mudar além daquilo que você perceba; e você tem essa capacidade.

Aos18, foto do meu perfil.

Conhecer-se a si mesmo não pode ser uma “força de expressão”; recentemente, falei disso numa palestra. Você sabe como gosto de dar “palestras” para você. E quem somos está registrado na qualidade dos nossos pensamentos, isso você me mostrou na prática, ao corrigir-me, quase sempre, nos meus julgamentos descontrolados.

Manu, o Calhamaço de Viagem e todas essas cartas são direcionadas para você, à Rafa, ao futuro, mas também a mim, para que eu possa continuar me reconhecendo merecedor dessas dádivas que formam nossa família, tão repleta de Unidade.

Unidade. Algo que hoje eu desejo que você mantenha. Unidade com suas convicções, Unidade com a escolha de seus caminhos, Unidade com seus protetores. Uno com o Universo. Com a causa primária de todas as coisas.

E que possamos continuar assim, com Amor dessa e de outras vidas.

Um data especial esses 25 anos.

29 de Abril de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *