• Cartas à Manu

    Cartas à Manu: Sobre a libertação de modelos prontos

    Querida Manu, Você colocou os pés no velho mundo e aquela primeira imagem em terras distantes contrastou o céu escuro com a nossa alegria. Uma jornada e tanto: toda a preparação, a espera e, na reta final, os últimos quinze dias antes do embarque, aqueles encontros de amigos, um almoço fraterno, o café da manhã no dia do embarque, o trajeto de van até o aeroporto de Navegantes. As inevitáveis emoções e o choro antes de você entrar na sala de embarque. Nosso grito “é tetra!” ecoou em todo o saguão do NVT antes de vermos você e Brunão aparecerem na pista para o embarque; uma aventura em que o…